terça-feira, 23 de outubro de 2018

Desafio - Dia 23

Resultado de imagem para sobrinhos
Sobrinhos.
Tenho 3.
Convivo mais com uma que com os restantes.

No passado fim de semana, enquanto se vestia e preparava, entre a forma como colocava a camisola, como separava o cabelo em partes para o pentear, entre o modo como procurava entre as minhas coisas o óleo de pontas de cabelo (que adora colocar antes de se pentear - e sabe que não me importo que derrame sempre um pouco mais que o necessário), o jeito como revirava os produtos de rosto em busca do dela (que tenho especificamente e unicamente para ela - e p/ os cuidados dela como criança com pele sensível), a forma como o espalhava pelo rosto e fazia os contornos do nariz, a forma como me pedia por favor um baton para passar nos lábios. Fez-me perceber que ela é chapadinha em mim. Adotou os meus comportamentos. Algumas rotinas. Alguns gestos. 

Quer o mesmo corte de cabelo que eu. (- E se a tia fizer franja? - Eu também faço, ou mando fazer!). Gosta de passar tempo comigo. Gosta de abrir o meu roupeiro, de dizer "uauuu" sempre que vê o mesmo vestido azulão pendurado sempre no mesmo sitio. Gosta de abrir a maquilhagem, de dizer que um dia vai ter tantos batons como eu, e de perguntar se serei eu a oferecer-lhos. Gosta de vestir saias e pergunta se está bonita. Gosta de arrumar o quarto comigo (o meu quarto). Gosta de tratar dos jardins na minha companhia, de poleirar flores o que para ela quer dizer plantar flores. De regá-las também. Gosta que lhe faça testes de matemática, e o nome desta atividade fui eu que o dei. Testes de matemática. Contas simples como 1+1; 3+2; 5+1... Sempre a somar, ainda. Nada de subtrações. Gosta de pintar e de quando lhe digo que está "maravilhoso". Zanga-se com facilidade. Quando dorme comigo diz-me sempre "pronto, agora vou dormir" e vira-se para o lado da janela, fecha os olhos e dorme. Gosta que lhe faça o pequeno almoço, garante que tenho sempre boas ideias (pudera, é preciso imaginação para a por a comer tudo). Gosta de fazer bolos comigo, mas nunca tem apetite para os comer. Sabe o código de acesso ao meu telemóvel, e afirma que nunca o contou a ninguém. Sabe onde guardo um envelope com determinada quantia de dinheiro (que não faz ideia de quanto), e sempre que mexo lá perto quando alguém está no quarto, ex. a minha mãe, ela faz-me sinal, como quem diz "cuidado o esconderijo está a ver-se", mas nunca contou a ninguém do que se tratava os guinchinhos dela de aflição a querer dizer "fecha isso, fecha isso!". Sabe que me irrita se dizer slb, slb, slb pela casa fora. Vai comigo, sempre feliz, depositar o lixo. Gosta de me ajudar a varrer o chão. Escolhe todos os domingos o conjunto de lençóis que irei por na minha cama. Lava peças de roupa delicada à mão, comigo. Ajuda-me a separar a roupa a ir para a máquina. Às vezes engana-se e chama-me madrinha, não sou, sou apenas tia. Chama-me quando temos que escovar os dentes. Anda praticamente sempre atras de mim, mesmo quando não quero que vá até à varanda. Come sempre mais descansada quando a chamo para comer à minha esquerda, longe do meio dos papás. Gosta de alguns dos meus poucos brinquedos, ainda não percebe o porque de com a idade dela não ter tido livros de desenhos para colorir. No fim de semana passado perguntou se eu e a minha irmã (madrinha dela) eramos primas. Ainda não percebe bem os graus de parentesco. O namorado dela é o pai. Gosta de dar abraços e de quando dizemos que tem um cabelo lindo. Cheio de caracóis largos. Não vive lá em casa, mas ao fim de semana está sempre por lá.

Tem 5 anos.
Não é minha filha, mas não sabendo o que é amar um filho, quase que arriscava a dizer que a amo como se o fosse.

2 comentários:

  1. Opá mas que linda declaração =)
    Adorei mesmo, que bonito.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Realmente há mães que não passam tanto tempo com as filhas.

    ResponderEliminar

Mealheiro (pelas mãos da Cláudia)

Hoje trago-vos uma novidade, que para muitos já não o é porque conhecem a Cláudia do blog " Eu também tenho um blog ", ela tem jei...