terça-feira, 29 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - "Um parente especial" Dia 10

 Tópico 2 - Um parente especial

Os meu tios.

Não consigo escolher uma pessoa. Especiais são os meus pais, os meus irmãos, ou meus amigos, tanta e tanta gente que me rodeia.

Então vou escolher os meus tios, ela irmã da minha mãe, ele por ter casado com ela.

Já falei deles aqui no blog.

São uma inspiração para mim.

Andam juntos para todo o lado. Trabalham juntos em trabalhos florestais. Vão juntos até ao pão. Construíam juntos um império pessoal. Só adquirem ou constroem quando têm dinheiro para isso. Os dois pé no chão. Os dois directos e organizados.

Gosto muito deles.

Um dia a ter uma história de vida quero que seja muito semelhante à deles. Com propósito, e ainda que por meio de dificuldade dê para vencer no final.

Agradeço por ter nascido nesta família. Todos os dias.

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - "Um talento ou habilidade" Dia 9

 Tópico 1 - Um talento ou habilidade

Desporto

Não danço bem, canto ainda pior, desenho razoavelmente, pinto sem sair dos riscos, mas assim talento talento, não estava a encontrar nenhum.

Até claro, me lembrar do desporto. Sou baixinha, 1,57m, nos 49/50kg, e sempre, sempre desde que me lembro sou fã de fazer desporto. Consigo fazer muita coisa e levar o corpo à exaustão. Então considerei o desporto como a minha habilidade. 

Habilidade tem que ser algo que façamos naturalmente, e em mim o movimento do desporto é natural.

Agradeço ter nascido com tanta garra.

Vocês praticam desporto? o que fazem?

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Resumo financeiro de Setembro

Uau.

Setembro no fim... Não chego a ter palavras já para o ano que tem sido 2020...

Setembro acaba e tenho de fazer um balanço do que foi financeiramente. Tive algumas chatices pelo meio do mês o que não me ajudou a juntar mais dinheiro à poupança, infelizmente. Por exemplo, o telemóvel caiu-me das mãos em cima do tapete do quarto (que ainda é fofo) com uma das extremidades e puuf xau ecrã, é que não deu mais nada, 95€ só para repor o ecrã. E enfim, alguns outros gastos... Assim sendo em Setembro só consegui ficar mesmo pelos 300€ poupados, se bem que 100€ são em moedas de 2€ que andei a juntar ao longo dos meses. Mas se bem se lembram, no inicio do mês disse que ao depositar os 100€ em moedas de 2€ já só ficava no mealheiro com 4€, pois bem, já lá tenho vinte e tal, portanto apesar de dizer que não poupei mais ao longo do mês, na verdade poupei sim. Pouco, mas está lá.

Outubro veremos como será. Estimo não ter tantos gastos e conseguir equilibrar mais as coisas favoravelmente para o lado das poupanças.

Eu sei, é dia 25 e já estou a fechar o mês, mas na verdade para mim está mesmo fechado. Tenho uns trocos na carteira mas nem os vou considerar, serão para o café da próxima semana.

Setembro por aí, correu tudo bem? conseguiram poupar?

Bom fim de semana :)

Desafio Gratidão - "Uma fase da vida" Dia 8

 Tópico 14.º - uma fase da vida


Infância.

Sou de uma família numerosa.

Recordo o barulho, as zangas, as camas partilhadas.

Os brinquedos espalhados e os estragos que fazíamos por maldade.

A melhor fase da minha vida, mas sem dúvida alguma.


Hoje não me vou alongar mais, são muitas saudades daquele tempo. Ficam sem dúvida muitas recordações boas e felizes.

Agradeço por todas as fases e etapas, mas principalmente pela quietude que tive na infância.

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - "Um desafio" Dia 7

Tópico 30 - Um desafio

Viver.

Já pararam para pensar? O quão fácil/difícil é viver?

É uma luta todos os dias,

Muitas vezes tão igual...

Levantar, vestir, trabalhar, fazer refeições, sentar ao final do dia e ver que é hora de dormir...

tudo tão igual.


Para mim é um desafio.

É este o verdadeiro desafio.

Viver e saber fazê-lo.

Ahm porque a vida de cada um é a de cada um...

ahm porque deves viver assim ou assado...

gente! a vida é o desafio de cada um, quem é que sabe o que é bom ou mau? Quem dera essa facilidade.


Em 2018 tive o pior dos anos da minha vida, não aconteceu nada ruim nesse ano, aconteceu 4 anos antes e parece que só "acordei" desse pesadelo 4 anos depois, mas foi real, aconteceu assim... e isto deve-se ao facto de ter de ter sido forte por outras pessoas alem de mim durante aqueles 4 anos, não vacilei para que outras pessoas se "curassem" da tristeza, e quando fui eu a parar e a precisar não tive apoio, era chamada de mal humorada, etc's, etc's... Tirei como lição de que precisava de descansar, de ser eu para mim, de nunca mais colocar os outros em primeiro, porque o reverso não existia. 

2020 tem sido outra dor de cabeça, espero que isto não se torne em ciclos de 2 em 2 anos ahaha, mas acho que é um geral do ano, tudo tem sido mau.

Na segunda parei um pouco e decidi recomeçar....

 21/09/2020

* terminei um projecto importante, com entrega final

* dei nova oportunidade às pessoas que me rodeiam (sem mágoas do passado) - porque eu também erro.

* eu em primeiro

* eu em primeiro

* eu em primeiro

Este é o desafio, sermos nós, em nós e nos outros. Só a verdade pode transformar.

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - "Uma amiga" Dia 6

 Tópico 3 - Um/a amigo/a


Uma amiga.

Chama-se Marisa.

Surgiu no ensino superior. Entrou no ano a seguir a mim. Tirámos formações diferentes.

Mas conhecemos-mos a tirar a carta juntas, lá.

Nunca mais fomos as mesmas.

A energia dela é tão boa, tão boa. Sabem aquelas pessoas que são lindas, mesmo lindas, que trazem uma sensação tão única? Ela é essa pessoa. 

De sorriso no rosto sempre.

Sempre com uma piada preparada, ou nem tanto, perante cada situação.

Também chora, mas é mais riso.

Fala alto, tem um tom de voz só dela. Daqueles mesmo característicos.

Tem uma vontade de fazer o bem, inigualável. 

É das melhores pessoas que tenho na vida.


Não falamos todos os dias, nem todas as semanas, mas sabemos sempre que cada uma de nós está bem. Quando não estamos, sentimos e lá nos encontramos em conversas perdidas num instagram ou messenger. A facilidade dos dias.

Agradeço por ter a oportunidade de ter pessoas destas na minha vida. E mais! Agradeço por haver no mundo, no mesmo espaço que o meu, pessoas com tanta energia boooa.

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Caixa de comentários

Eu volta e meia perco-me aqui do blog, e peço desculpa por isso. E juro que vou passar a estar mais assídua, incluso hoje fiquei aqui a preparar algumas publicações futuras e a ler os vossos comentários...

Engraçado... estava a acabar de escrever uma publicação para o desafio da gratidão, com o tema "um desafio" e pelo meio falo que ninguém deve dizer o que é correcto ou não, ou como se vive correctamente ou não... (não vou adiantar mais, depois leem) quando fui ver se tinha comentários vossos para responder, e tinha...

Tinha este (na publicação de revisão às 20 coisas a fazer em 2020):

"Joana Sousa8 de setembro de 2020 às 04:04

Haviam? Não. Havia!
Acho que alguns dos objetivos da lista deveriam ser mais específicos, mais mensuráveis. Ler 5 livros parece bem. Ir a determinada cidade também. Mas como se mede o ser feliz ou o ser eu? Como se avalia? Fica a minha opinião. ��"


Desde já agradeço a correcção linguística, quanto ao resto? passo a responder... e Joana, não leve como insulto, mas quando li a sua resposta pensei mesmo, "sim, se não consegue avaliar, não quer dizer que eu não consiga". E passo a explicar:

Para mim ser feliz é fazer trilha na natureza;

É chegar a casa e beber sumo de laranja;

É jantar entre risos de quem amo num restaurante ao final da semana;

É ler na luz da primavera num banco de jardim qualquer;

Tanta coisa, tanta que lhe podia responder.


Então sim, eu consigo medir a minha felicidade pelas coisas que faço ou deixo de fazer. Sim é especificidade.


Mas obrigada pela opinião. Esta é a minha.

Desafio Gratidão - "Um livro" Dia 5

 Tópico 18 - Um livro 


Um Momento Inesquecível
Nicholas Sparks



Já falei deste livro  aqui no blog. Li-o aos meus 17 anos.

Pode parecer aquele cliché! Menina/mulher que gosta mesmo é de romances bobos.

(Dado que este escritor escreve maioritariamente histórias de amor.)

Mas não é.

Todos os livros dele têm um abalo enorme no meio, uma parte crua e cruel dos nossos dias.

Esta história é difícil de gerir, então para a idade que tinha.

Deu-me uma real precepção do que a vida podia ser.

Um dia tudo, na manhã seguinte nada.

Mantenho o livro intacto.

(como aliás tenho todos os meus livros)

Nunca mais o voltei a ler. Mas não o empresto a ninguém.


Sei que se o fosse ler hoje o impacto que teria na minha vida seria nenhum, porque com a idade que tenho hoje, a vida já foi mais dura, a experiencia já é diferente de quando se têm simples 17 anos... E é por isso mesmo que não o volto a ler. Quero manter a recordação do dia em que o iniciei e acabei.

Sou grata por conseguir comprar livros e ir aumentando a minha coleção. Por ter poder de escolha. Por saber ler e por poder sentir o papel a girar nos dedos.

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - "Um versículo" Dia 4

 Tópico 24 - Um versículo


De Murathan Mungan.


Agradeço por me ter cruzado com este poema à uns belos meses atrás. Porque tudo o que não entendemos "hoje" poderá fazer sentido, amanhã, no novo ano, ou mesmo por daqui a 5 anos. Só não vale ter pressa... e o quanto nós somos apressados...

Agradeço pelo tempo livre que tenho para ler;
Agradeço pela visão e pela capacidade de compreensão;
Agradeço pelo tempo que vivo e pelas experiências más que tenho;

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - "Uma refeição" Dia 3

 Tópico 28 - Uma refeição

(lembrando que não levo os tópicos por ordem, vou agradecendo conforme acho conveniente o que sinto no dia)


O pequeno-almoço.

É onde tudo começa,

por muitas rotinas diferentes que existam:

Tomar banho, ou ir logo tomar o pequeno almoço, ou ir às redes sociais, ou ler umas páginas de um livro, ou fazer o xixi da manhã, o pequeno almoço é sempre das primeiras coisas que fazemos no nosso dia.

E "meu Deus", já pensaram no quão bom é termos um novo dia,

Uma nova história,

Uma nova oportunidade,

Há sol lá fora sempre, ainda que os dias de chuva façam acreditar que não.

Então a escolher uma refeição escolho o pequeno-almoço, sem dúvida, é onde paro a inicio de dia, 

sento,

reflicto o que há por fazer,

é onde muitas das vezes tomo decisões de dia-a-dia.


É sempre variado:

* sumo de laranja, torrada, iogurte com bolacha maria

* Iogurte liquido, tosta mista, musse/pudin

* iogurte e sementes várias

* Já cheguei a comer muito Nestum/pápas/etc


Agradeço pela oportunidade de ter duas mãos que me façam ser autónoma na preparação da minha comida, em ter paladar para o degustar e na correia do dia-a-dia me permitir sentar e comer com calma nesta hora.

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - "um objecto que uso diariamente" Dia 2

 Tópico 5 - um objecto que uso diariamente

O telemóvel.

É usado todo o santo dia. Todo, todo, todo!

Pior, tenho 2! (pessoal e laboral)

E digo pior, porque detesto falar ao telemóvel 😛

Mas isto é um muro de gratidão, falemos então de coisas boas:


Sem dúvida um "aparelhito" que nos facilita em tanta coisa,

Aproxima quem está longe;

Traz a voz, a imagem e o movimento;

Ajuda a resolver problemas, dúvidas ou promessas no mesmo minuto.

Na partilha;

No conhecimento;

Obrigada a quem foi desenvolvendo a tecnologia e nos permite acesso a tudo o que temos hoje.

Sem dúvida uma geração sortuda.


Por aí, qual é o objecto de todos, todos os dias?

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Desafio Gratidão - " Alguém na minha vida" Dia 1

 Tópico 10.º - Alguém na minha vida.


O meu pai.

No dia que dei sinal à minha mãe que viria para o mundo dos nascidos, 

ele já estava no hospital onde se ouviriam os meus primeiros choros.

A lutar pela vida e bem que lutou, recomendações médicas até à ponta dos cabelos e foi lá que nos conhecemos, os dois a recomeçar.

O cheiro próprio de um pai,

o colo,

o bolso com rebuçados e pastilhas, propositados para as mãos dos filhos.

Uma mania imensa por ter o cabelo sempre penteado.

"Não me soltes pai, não me soltes", e quando dei a primeira curva já ele estava tão longe que não sabia como podia perguntar como se parava a bicicleta.

Um amor ao Sporting por uns olhos castanhos tão cor de mel e tão visíveis em mim, que consigo ser a única filha/o que lhe herdou este traço. Um mel leve, acastanhado claro, de nevoeiro quando algo corre mal.

Um abraço que só dele.

Resiliência.

Paciência.

Optimismo.

TRABALHO.

Nunca lhe poderei agradecer, o lar, a família, a disciplina, o riso, as reclamações, a exigência de padrões de não sermos iguais, a rigidez e a postura.

O cheiro de um pai, sim que um pai tem cheiro,

A pele das mãos, áspera e delicada, forte e presente.

É a pessoa da minha vida, pelas histórias de infância, as dificuldades e o choro que evitava quando as contava; Pela infância quebrada pela besta do trabalho duro; Pela vida adulta dedicada aos filhos, e por todos os caminhos por onde passava e nos relembrava; Pelos dias que se levantava de madrugada para regressar e já todos estarmos a dormir - mas alimentados; Pelas recordações nos aniversários que nos enchiam a alma - fosse o mínimo que fosse; É a pessoa da minha vida. Por nunca ter desistido face a nada, e eu sei que foram muitas as noites a chorar. Noites e dias. Tinha o melhor colo, porque nunca estava quieto, sempre a beliscar e a rir. Sempre a mimar da maneira que sabia. Tinha paciência para o jogo do "porquê" - do nada dizia alguma coisa "ontem esteve mesmo calor." e eu começava a sair-me com os "porquê?" logo percebia e alinhava, ele ia respondendo e eu só questionava "- porquê?", a conversa ia desde a cor do sol, aos sabores das águas do luso... É a pessoa da minha vida. Vai ser sempre.

Vaidoso.

Teimoso.

O som da voz.

A autoridade na educação sem ferir.

--

"Nota-se que ele gosta muito dos filhos"

E nós dele.


Um dia, voltamos a encontrar-nos.

Desafio - 30 dias de gratidão.

 



Ok! Vamos lá pegar em algo positivo e colocar os blogues a falar de coisas boas, este ano atípico anda a dar a volta ao juízo de cada um.
Vou escrever por 30 dias a gratidão que tenho ao mencionado na lista acima. Não vou cumprir a ordem, porque podia limitar-me na criatividade da escrita, então, conforme a inspiração assim vou dando continuidade. 

Se puderem façam o mesmo, para vocês mesmas/os; nos vossos blogues; aqui nos comentários... à vossa escolha, mas não vamos deixar esquecer o bom que temos 💜.

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

20 coisas para fazer em 2020. Lembram-se?

Logo no inicio de Janeiro, ao seu dia 07, escrevi 20 coisas que queria fazer este ano, passados 8 meses lembrei-me de ir ver o que já tinha ou não feito.

Transcrevo aqui a lista e o concretizado à data:

1 - Passar um fim de semana na cidade onde estudei (ahhh mas isso é simples. Não é não, nunca mais lá voltei desde que terminei o curso). Era para ter sido nas férias em agosto, infelizmente não se proporcionou. ainda! 

2 - Ler 5 livros. Já li 2... semi concretizado

3 - Conhecer Monsanto (a aldeia mais portuguesa de Portugal). Ainda não.

4 - Deixar que acontecimentos alheios interfiram no meu estado de ser. TENTO!!!

5 - Poupar 5.000,00€ (esta já conhecem). Só somando ao final do ano, com a compra do carro fica difícil fazer estas contas agora.

6 - Ser menos critica comigo. Escrevendo todas as semanas os feitos atingidos (para não ser tão fácil esquecer o que faço de bom e de bem). NADA. mas vou começar :)

7 - 20 encontros com amigos. (pelo menos). Acho que já bati os 20 :)

8 - Acompanhar um fenómeno celeste. Olho a noite muitas vezes, mas assim fenómeno ainda não vi nenhum...

9 - Reforçar o estudo. FEITO, formação em fevereiro.

10 - Escrever um poema. (Se possível for ao ar livre). FEITO.

11 - Fazer exames ao coração. (já que tenho arritmia). Não fiz, nem vou fazer.

12 - Gerar menos lixo e reciclar tralhas acumuladas. FEITO.

13 - Experimentar uma sensação nova. FEITO. MUUUUITO FEITO.

14 - Beber pelo menos 1 L de água diário. (Só Deus sabe o quão preguiçosa sou neste aspecto. Bem tento ir mudando, mas sou resistente à ideia. Faço muito desporto e ingiro pouca água. Erro!) NÃAAO... infelizmente. Coisa a melhorar.

15 - Ouvir música e sair para dançar, ou dançar só. SIM!

16 - Sorrir e ser feliz de verdade. +/-

17 - Ir à água no verão e tirar 3 dias de férias só para mim. Fui muito à água, mas dias só, só para mim não tive, mas tive momentos muito meus.

18 - Viajar. Conhecer. SIM! nunca é de mais, mas já tem sido melhor que anos transactos... :)

19 - Ser eu. (Com tudo o que isso acarreta para mim, sucessos, fracassos. Tenho aprendido muito sobre mim mesma. A idade ajuda.). +/-

20 - Ter registo de vida. O "diário" só tem coisas "más", tenho de inverter isto. :)


Por aí? haviam listas ao inicio do ano? fossem sobre que tema fossem? Concretizaram? 
Vejo aqui ainda vermelhos e azuis em quantidade para os 4 meses que restam, mas espero fazer proveito do tempo, o melhor que puder.

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Feito!

 



Começo o dia a transferir os 300,00€ que vos tinha falado ontem que transferiria para a poupança. É o inicio da jornada, e disse desde que liquidei a outra conta que nesta ia partilhar convosco a evolução e os verdadeiros números. Pelo menos até se tornar seguro para mim mostrar.

Não tenho nada especifico, é poupar para ser fundo de emergência, para ser uma nuvem de segurança no futuro.. não sei. É poupar. Porque essas são as referências que tenho, da família e de alguns grupos de amigos, poupar por poupar, porque no poupar está o ganho.

Mas sejamos sinceros, poupar anteriormente ajudou-me a concretizar o sonho de ter um carro melhor e foi logo pago, hoje não durmo com dores de cabeça a pensar se a prestação está por pagar ou não.

Para já, está feito, no final do mês passo cá a dizer-vos se consegui ou não juntar mais um pouquinho 😊😊👌 Que espero bem que sim.

Bom mês a todos. E boas poupanças.

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Chega Setembro (...)

 Meu Deus!

Já estamos em Setembro! Setembro? Como assim...... Setembro, 01 de Setembro. Não sei onde meti 8 meses do ano, juro, e juro mesmo... Que ano alucinante, e com tão pouco palpável.  

Para mim Setembro vai ser um mês de recomeço. Já "re"-comecei a ver vídeos online (youtube), sobre poupança pessoal e investimentos, gestão familiar e de habitação, etc's... é que sim... andei meio desligada e vocês sabem.

Então para vos situar, a Nova Conta Poupança:

- Abri a conta com 200,00€ - que já sabiam;

- Tenho em casa 100,00€ em moedas de 2€ para ir depositar (na última vez que falei no pote das moedas tinha 82€, já tenho 104€, então vou depositar aos 100,00€, que é um valor certo);

- Vou receber um extra no ordenado de 110,16€ - POUPANÇA LOGO;

- Transferir 89,84€ do ordenado a receber agora em poupança.

Assim fico já com 200+100+110,16+89,84= 500,00€ livres em poupança já no inicio de Setembro (atenção, eu ainda tenho em casa, aqueles 500,00€ que sobraram da conta que fechei para comprar o carro, portanto a poupança podia estar nos 1000,00, mas para já não os vou depositar).

O objectivo seria chegar a Dezembro com 2.500,00€, e já se torna difícil, mas para já não me preocupo em demasia com isso, vou fazendo o meu melhor e ver no que resulta mês a mês.

ahm! é claro que a poupança do mês não serão apenas os 89,84€ que referi, espero conseguir juntar bem mais ao final do mês. Mas para transacção inicial do mês, é mesmo esse valor que defino. 

Por aí? financeiramente como andam?

Saúde

Ando à uns dias com um torcicolo, isto dói imenso, chega a dar dores de cabeça, ando cansada disto e de ter isto.