terça-feira, 30 de abril de 2019

Finalizar #4


Resultado de imagem para abril


 
 
O quarto mês de 2019 acaba hoje.

E para mim continua a ser bom chegar aqui. A ver mais um dia/mês terminar. A reprogramar-me para o que virá e a estudar o que deu errado.
 
120 dias de 2019 estão vividos, o que equivale a praticamente 33%, 1/3 do ano. Não volta e isso é a consciência que devemos ter dos nossos dias. Estamos a cuidar bem do nosso futuro? E do nosso passado?
 
Maio é um mês que eu prefiro não viver, mas aí vem ele…
 
Obrigada Abril. Foste vibrante.
Até 2020.

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Investimentos - Raize 04 (final)

Escrevi-vos em Fevereiro a minha inserção dos investimentos a nível nacional na plataforma Raize. Descrevi o processo de registo de uma análise breve à plataforma, aqui. O tempo foi passando e chegou o primeiro mês de receber parte do capital investido + juros líquidos (já fazem a retenção de IRS, portanto não existe a necessidade de declarar os proveitos na declaração de IRS, ainda assim, quem quiser fazê-lo, pode.), estava agendado para um sábado e descrevi-vos a análise a essa condicionante (pagamentos no fim de semana) aqui. Para quem não quiser ler tudo, o pagamento é feito no primeiro dia útil seguinte ao fim de semana.

Hoje trago-vos a análise final da plataforma em si.

Existe:

- Registo;
- Entrada de capital; (mínimo 20€)
- Ativação do Tracker; (só se fazem empréstimos através desta ativação, dado que os investidores já são bem mais que os empréstimos a solicitar - descrevi isso no primeiro link referenciado acima);
- Capital cativo perante as formalidades necessárias de empréstimo entre RAIZE - EMPRESA;
- Capital investido;
- Retorno mensal de prestações de capital+juros; (desde o momento em que fiquei com o dinheiro cativo e até ao momento de receber a primeira prestação, passaram 2 meses!)

(- Até aqui já vos expliquei o processo -)

- Hipótese de venda dos nossos empréstimos, pela ativação de "cessão". E é sobre isto que vos quero escrever hoje.
Existindo a necessidade de reaverem o vosso dinheiro investido, podem vender o vosso "empréstimo" colocando-o em cessão, pela adesão de pequenos investidores na plataforma acredito que não será complicado ou necessário esperar muito tempo para que a venda se realize. No entanto, ao vender o vosso empréstimo, vendem apenas o valor real que emprestaram e perdem o direito aos juros. Ou seja, para clarificar vou apresentar valores reais do meu primeiro empréstimo:

Investido: 18,76€ (tenho o tracker ativo com 20€, limite para carteiras até 400€, 400 esses que eu ainda não tenho, nem tão depressa vou ter, na plataforma)

1ª Prestação liquida de 0,41€ sendo 0,05€ de juros líquidos e 0,36€ de retorno de capital.

Então a empresa neste momento deve-me 18,76-0,36=18,40€ sem juros.

Se por alguma razão eu tiver de reaver o meu dinheiro e tiver de o colocar em cessão/venda, vou vender "apenas" os meus 18,40€ investidos e não conseguirei retirar do investimento proveito dos juros. Por isso é importante que não se invista dinheiro que se vá precisar o próximo mês ou mesmo no decorrer do ano.


Existem ainda regras para que se possa colocar os n/ empréstimos em cessão, como não ter prestações em atraso, não ter prestações a receber do empréstimo que queremos vender nos próximos 7 dias, mas estas informações surgem sempre que nos encontramos nessa situação, por exemplo, antes de receber a minha primeira prestação, acedi à "cessão" e verifiquei que não podia vender o meu empréstimo porque estava a 3 dias do agendamento para pagamento. Na imagem acima não é possível ver essa informação porque agora está tudo conforme, não tenho pagamento em atraso por parte da empresa e ainda faltam mais que 7 dias para o próximo pagamento, o que quer dizer que se quiser vender, posso.

E é isto, é mais uma valência da plataforma. A última.
Isto não serve de aconselhamento nem de incentivo a que se registem e invistam o vosso dinheiro, o retorno não é garantido. Isto é um teste pessoal, e nem eu estou de momento a colocar muito dinheiro. Mas gosto de partilhar a experiência.

A partir deste post não vou fazer mais nenhuma referencia ao investimento na plataforma, penso que com esta ultima análise a juntar às já feitas Investimentos - RAIZE (inicial) //  Investimentos - Raize 02 //  Investimentos Raize  03, ficam com uma ideia geral da plataforma, passarão apenas a existir análises ao retorno de capital e juros líquidos em comparação ao investido.



P.S. Não estava incluído nesta matéria, mas partilho o meu 2º investimento RAIZE, porque foi diferente do 1.º.
A espera entre terem reservado o meu dinheiro e a aceitação do investimento foi de 2 dias uteis, e já tenho a programação de pagamentos. Em Maio recebo o primeiro montante de capital+juros, processo bem mais rápido que o 1.º em que esperei 2 meses, tal como referido acima.

segunda-feira, 22 de abril de 2019

O que (vos) mudou?

Há quem ainda esteja de folga/férias no dia de hoje, mas grande parte voltou à rotina. Há quem defenda que a páscoa é como o natal, uma época de renovação.
 
Algo mudou para vós?
Definiram novas metas e novos percursos?
 
Não se esqueçam das metas definidas no inicio do ano, se é para reformular, que seja para dobrar o objetivo em meta :)

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Lista de desejos e como a gerir

Todos nós temos algo que gostaríamos muito de ter, nem que seja apenas um artigo, mas temos.
Eu também, assumo, apesar de ter retirado muita coisa da minha lista de necessidades e/ou desejos nos últimos 2 anos. Algumas porque não fazem mais parte do estilo de vida que adoptei, outras porque já não são de todo necessárias, ainda assim há coisitas que pesquiso, gosto e gostaria de ter.
Tudo tem um custo, evidentemente, e ao comprar, terei de abdicar de horas de trabalho para adquirir aquele "objeto"/serviço.
Então costumo analisar o custo por horas de trabalho, de modo a verificar se aquela compra realmente vale o esforço das minhas horas e dias de trabalho.
Muitas vezes verifico que preciso de trabalhar 2 e 3 dias para aquela compra e dói-me um bocado que em 2 minutos aquele dinheiro me saia da conta assim, num ZÁS! e acabo por não comprar.

É claro que há compras que têm de ser feitas, alimentação, bens de higiene, saúde, etc., mas futilidades em que preciso de trabalhar mais de 3 dias? Hummm por norma tenho de pensar muito bem se o retorno que terei justifica praticamente uma semana de trabalho.

- Pesquiso sempre por alguns dias, de modo a verificar se não é um "desejo" de impulso.
- Analiso o meu tempo de trabalho para ganhar o dinheiro que vou gastar.
- E nunca, nunca, tenho um mês em que gaste mais que 2 dias de trabalho em artigos de "não necessidade". Em muitos nem meio dia gasto, para dizer a verdade.

Acho que é um bom exercício para quem não consegue gerir as compras por impulso, ou para quem pensa em poupar algo mais mensalmente. Isto claro, não se adequa à alimentação, pagamento de serviços (tv, telefone - sem bem que, até para estas contas devíamos definir um limite de dias de trabalho), é mesmo àquelas coisinhas que compramos muitas vezes no pensamento "eu mereço", "eu esforcei-me", "etc. e etc." e embora nos facilitem a vida e nos façam jeito, passaríamos bem sem elas.

Querem saber quanto ganham por hora de forma bem simples (?) :
Imaginando 40h/semana de trabalho, mais coisa menos coisa, perfaz 160h/mês. Sabendo o valor liquido a receber, através da divisão de horas de trabalho sabe-se quanto se ganha/hora. (É obvio que esta é uma forma simplificada de como chegar ao nosso valor horário).
Exemplo:
Ordenado líquido: 1.000,00€ (era bom era!)
Horas mensais: 160h
Ganho/Hora: 1.000,00/160 = 6,25€.

Boas análises ao consumo 😉

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Notícias 3

E esta semana ahm? Está a ser uma bomba em noticias de bradar aos céus!
 
A greve dos condutores de transporte de matérias perigosas tem dado muito o que falar. Em tv's (então a CMTV explora as situações até ao tutano), em jornais de papel, nos cafés, redes sociais, ninguém se cala…
 
Eu abasteci no domingo, não tenho o depósito cheio, aliás está pouco mais de meio, a minha preocupação é zero.
 
O governo está satisfeito:
1 - aumentou os combustíveis às 00h de segunda-feira e ao final da tarde de terça-feira havia n postos de abastecimentos em reservas já;
 
2 - Conseguiu arranjar alternativas para o transporte de combustíveis de modo a garantir serviços mínimos, nomeadamente aeroportos;
 
3 - Declara estado de emergência energética, mas falar ao povo nada;
 
4 - Lisboa e Porto a ser abastecidos no decorrer desta tarde, quarta-feira.
 
 
O centro não tem passe social, o centro não tem combustíveis, o centro não tem estradas com devida manutenção, o centro arde e dá proveitos monetários a grandes chefias, o centro não, o centro não…
Continuando, a minha preocupação com os combustíveis é zero. Ficando sem combustível não trabalho, mas não trabalho eu nem ninguém!, pelo menos aqui, no centro.
 
O povo talvez não tenha percebido, mas esta era a altura de nos colarmos ao lado destes condutores/manobradores e exigir taxas reduzidas, mas não, a preocupação foi em fazer filas enormes e injustificadas nas bombas de combustíveis.
 
Se fossem lógicos o combustível rendia para todos e durante mais tempo. Se se noticiasse que o mundo ia acabar onde é que esta gente se ia enfiar?
 
Eu preciso é de ouvir o governo a falar sobre isto, o governo e o chefe de estado!

terça-feira, 16 de abril de 2019

Noticias 2

Hoje, como um pouco por todo o mundo, fala-se do incêndio na Catedral de Notre Dame - Paris, parte de uma cultura, não nacional francesa mas mundial perdeu-se, e mesmo falando em reconstrução, nada será o até aqui existente.
 
Vai que o Ex. Sr.º Presidente Donald Trump, presidente dos EU, se lembra de dar a ideia de que o fogo, ainda a deflagrar (ontem), teria de ser extinto pelo ar!
 
POR FAVOR!
 
Imaginam a pressão, da água a uma altitude relativamente baixa, que seria exercida na edificação? É certo que o fogo se apagava SIM, mas a estrutura vinha toda abaixo! Ficavam com um monte de pedra e madeira meio cinza meio madeira estateladas no chão.
 
Este homem não existe, e mais vale rir que chorar.

Notícias

Fala-se, falam e ouve-se através dos noticiários na possível mexida/alargamento de idade de reforma. Previsões apontam que em 2050 a idade de solicitação e reforma serão os 80 anos.
 
Eu pergunto-me? Qual é a ideia do governo atual, dos que já lá estiveram e dos que estarão? É impensável este tipo de previsão e paradigma atual. Quem é que aos 80 anos consegue exercer profissões como:
 
- Pedreiro/servente
- Ladrilhador
- Maquinista pesados/máquinas/equipamentos
- Agricultor
- Carpinteiro
- Fabril - Mercado de transformações
 
????
 
Sim! Fiz de prepósito, não entram na minha equação, médicos (embora um perigo certa idade para continuar a exercer), enfermeiros, escriturários, e até professores. Uma coisa é trabalhar ao sol com esforço físico constante e diário…. Não desmereço o trabalho de cada qual, mas a verdade é que o trabalho de qualquer profissional das que enumerei acima é bem pior que qualquer um dos enumerados neste parágrafo. 80 anos? É evidente que estão a estimar que isto aconteça daqui a 30 anos, mas 30 anos?? isso é já ali na frente, está a acontecer!
 
Atualmente estamos nos 66 anos e 5meses. Já se ouve falar, embora sem grandes informações por parte do governo, num agravamento desta idade no "imediato".
 
Eu, com a idade que tenho, daqui a 30 anos estou, ainda, longe dos 80, então quando eu tiver 80 anos provavelmente a reforma estará nos 100! A informação que retenho é que na minha altura de velhice, que espero que chegue, não haverá sistema pensões, então pergunto-me!!!!!!
 
Como é que eu, ainda antes de completar os meus 30 anos, vou continuar ao longo da minha carreira a descontar, para os agora pensionistas, a gerir o pequeno salário no dia-a-dia e AINDA a poupar para a minha própria "reforma", porque não vou ter direito ao SNP?????!
 
Penso:
 
- Uma das medidas que possa vir acontecer, acredito que passe pelo agravamento da taxa social única, descontada por todos nós mensalmente, que se fixa, hoje, nos 11%. Mas até aí, ok, aumentar para 12, 13% e fixar a idade da reforma nos 65 anos. Ok, até aqui aplaudia, agora agravar na idade? É insustentável.
 
- Daqui a umas décadas não seremos país independente, estaremos entregues/aliados/o que queiram chamar, a uma Espanha ou sabe-se lá entregues a quem.
 
- Não vai acabar bem para o pobre comum português.
 
Acho que, não sei se pela escrita, pelo que tenho transmitido em algumas publicações mais pessoais e menos viradas para a poupança, já vos transmiti que sou muito sentimental em determinados assuntos no que ao "outro" diz respeito. Ainda há tanta dificuldade, tanta gente a passar fome, sim fome!, necessidades de higiene, que nada dizem. Tanta dificuldade! Irrita-me que não desçam dos pedestais, que mão explorem! Que não conheçam o país! Que não sejam honestos.
 
Aquando dos incêndios de Pedrogão, os governantes estiveram na zona, conheceram alguns habitantes, constataram algumas condições (eu sou do interior, e sofri com estes incêndios, não na mesma área, mas áreas afetadas por evolução deste incêndio, portanto podem imaginar que "sou desta zona geográfica, mais concelho, menos concelho") e revolta-me muito, ouvir este tipo de noticia quando a miséria é tanta! SIM! aquelas crianças de africa que nos entram telemóvel a dentro, pelas redes sociais, sem comer, magros de olhos triste, PORTUGAL TEM IDOSOS ASSIM!
 
É demais para mim acordar com estas noticias. Não se falam em eleições e elas estão à porta, ganha um PS ou um PSD e a história repete-se!
 
Socorro! Alguém precisa de abanar os governantes!
 
Do que se fala da greve dos camionistas de abastecimento de combustíveis, aplaudo de pé (e talvez, me vá arrepender de escrever isto), mas já o deviam ter feito à muito tempo e não só pelos salários mas pelas taxas que se aplicam umas em cima das outras.
 
O que eu faço para mudar isto?
Tenho um "vizinho", mora numa outra localidade, que sempre que passa na minha rua mando parar, pergunto se já comeu, fala sempre que sim que trabalhou não sei onde (trabalha ao dia fora para quem contrata os serviços dele - a fazer de tudo) que comeu lá, e que já vai para casa, faço-o sempre encostar o carro, digo que preciso de uma opinião dele e lá vem ele até casa/quintal/pomar, dou-lhe sempre o que comer, beber e ainda lhe dou fruta para o caminho. Só eu sei, porque não se consegue ler os sentimentos de terceiros, o que sinto. E é horrível. É tão triste saber que não, que não tinha comido, que tinha trabalhado duro sujeito às intempéries! É desigual. Algumas vezes vejo-o a vir muito devagar, provavelmente à espera que alguém de casa o veja e o mande parar. É cruel. E sim, é o país que temos.
 
É preciso, por favor, por os olhos no interior e em zonas desfavorecidas, há-as, e as pessoas vivem mal. E ainda me falam em aumentar a idade da reforma???! Somos escravos?
 
Hoje não estou bem! Nem vou estar, quando se sentam dezenas de deputados de terno, caras e corpos lavados, de belas refeições tomadas a gerir a vida dos que gerem a comida de hoje para que chegue para amanhã, de quem guarda o conduto (condimento do pão, aqui chamam assim) dentro do guardanapo para amanhã o poderem voltar a por no pão! SOCORRO! isto acontece.
 
Hoje não estou bem, emocionalmente, nem vou estar…

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Investimentos - Raize 03

Pois bem, tal como eu previa, e aguardando o primeiro pagamento para o dia 13 de Abril, tal não se verificou.
Assim que amanheceu, foi a primeira coisa que verifiquei. Zero entradas.

Era sábado, se em praticamente todo o processo, esta plataforma se assemelha a uma instituição bancária (mas com juros mais atrativos) no pagamento não foi diferente.

Recebi hoje a notificação por email pelas 10:14m


(Desculpem-me os cortes, mas tem de ser)
 
 
Voltei a carregar a minha conta na sexta-feira, ainda não tenho o montante disponível na conta RAIZE mas conto que fique entre hoje e amanhã. Veremos se esta semana ainda consigo formalizar mais um empréstimo.
Tenho apenas 1 de momento, a uma empresa na área da tecnologia. Quis primeiro perceber como cada passo é processado dentro da plataforma. Já vos referi que o tempo de espera entre o acordo empresa-RAIZE é o mais chato. Mas são formalidades que têm de se cumprir, e para nosso bem enquanto investidores é bom que se façam.
 
Neste momento em investimentos é apenas o que tenho, tenho lido sobre outras plataformas semelhantes, europeias, mas ainda nada decidido a respeito.
 
Boa Semana :)!

domingo, 14 de abril de 2019

Leitura.

Não sou a pessoa que mais gasta em livros, não, não sou a pessoa que tem a maior lista de obras por ler, não! Mas...


São 11 livros por ler. 7 deles estão em cima da mesinha de cabeceira. Porque os considero todos bons para leitura imidiata.

ACABOU!
2019 não me traz mais livros, sem que antes estes estejam terminados. 
(Não os comprei todos este ano, é lógico, o que agrava mais a coisa, visto que já andam por aqui no vai que não vai da leitura e só andam mesmo é a apanhar pó!)

Bom resto de domingo. Vou ver se leio qualquer coisa 🤔

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Investimentos - RAIZE 02

Falei-vos em Fevereiro que decidi iniciar-me pelos investimentos, e mesmo não sendo um produto 100% seguro, decidi que fosse português. Inscrevi-me na raize e segui caminho.
 
Investi pela primeira vez em Fevereiro. Ao 2º dia na "conta raize", o dinheiro foi aplicado num empréstimo a uma empresa na área da tecnologia.
Aguardei até meados de Março para receber a planificação dos pagamentos e a informação de que o empréstimo estava acordado entre as partes, raize-empresa. (acho que neste aspecto se excedem um pouco, o dinheiro fica em "cativo" x tempo, neste caso foram mais de 30 dias até se formalizarem devidamente as coisas).
 
A primeira prestação está agendada para amanhã, 13-04-2019. Sábado? ainda não sei como funciona a plataforma  a este respeito, amanhã verifico se efetivamente recebi.
 
Tenciono investir ainda mais nesta plataforma, uma vez que a poupança está neste momento com 8,8 vezes o meu ordenado. Espero chegar aos 12 meses para me dedicar em força a outras aplicações, mas por enquanto é esse o grande objetivo.
 
No ContasPoupança, saiu uma publicação no inicio deste mês que fala e explica em pormenor algumas situações na Raize, se alguém estiver interessado e ainda não tenha conhecimento, aqui fica.
 
Bom fim de semana 😊
 
 

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Abril, corre bem?

Ando sem muito tempo e até mesmo vontade para escrever, acho até que se nota, Abril não é um mês que adore, não tenho grandes recordações agregadas a este mês, a não ser as leituras e festejos do 25 de Abril enquanto estudante, ou os dois últimos anos que me marcaram neste mês em dois dias muito específicos.
 
- Vou voltar à meditação esta semana, amanhã.
- Vou analisar os gastos e encargos para poder definir o valor de poupança/investimento do mês.
- Quero muito comprar um pendente, em ouro, e gostava que ainda fosse este mês, porque o pendente teria uma conexão emocional forte, ligada ao mês de Abril. Uma âncora ou uma estrela de Davi, penso que a decisão se prenderá pelo que, "visualmente", vá gostar mais na hora da compra. Porque tem de ficar bem com os dois pendentes que tenho neste momento no meu fio, porque a ideia é usar os 3 juntos.
 
  • Ancora: Sentido de estabilidade e confiança. Devolve a esperança nos momentos turbulentos.
  • Estrela de Davi: Faz parte do conjunto de "Cinco-Saimão". Sentido de proteção. 
 
- Montaram as estruturas de arranjos exteriores que vos falei, ontem, e correu tudo bem. Ficou conforme o planeado. ☝☝
 E claro,
- Já planeio outras pequenas obras, tudo, sempre dentro do orçamento mensal.
- Tenho de fazer as compras de páscoa este fim de semana. Isto de ter afilhados e sobrinhos e uma família habituada a pequenos mimos é uma porcaria nestes aspectos, mas é sempre animador ver a cara dos mais novos.

terça-feira, 2 de abril de 2019

IRS referente a 2018

 
Já alguém consultou a página das finanças hoje?
 
Está um espetáculo em tempo de espera na autenticação 😖😖, mas deve estar meio país a tentar aceder, é normal.
 
Este ano, que me desculpe o estado e as entidades reguladoras deste controle fiscal, mas não me apanharam como no ano passado, e este ano NÃO PAGO NADA!
 
01/04/2019

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Análise Financeira - 1º Trimestre de 2019


FINALMENTE!!!! Uma análise a 2019

💃  💰💰💰   💃

Deixei de fazer a análise mensal e sinto um pouco de saudades.


Como é que está 2019 no objetivo financeiro?
assim:

  • Conta Bancária-Poupança:
Fins uma análise gráfica, rápida, entre 2017 e 2019. A coluna a azul corresponde ao valor que poupei ao longo do ano, a laranja corresponde ao total acumulado nestes 3 anos.

A conta foi registada em Julho de 2017, mas como contempla vários dinheiros (poupanças, fechamento de contas que proveio da demissão que vos falei), as colunas de valor poupado e acumulado surgem por igual, não quis estar a distinguir com quanto a iniciei em Julho.

O que é que vemos?
Este ano, Janeiro e Fevereiro correram tal e qual planeei, com valores positivos e acima dos atingidos em 2018, tal como registei no 50º dia do ano. Veio Março e as coisas não correram tão bem, com as obras exteriores que decidi fazer lá em  casa, a poupança foi MUITO abaixo do que tinha sido em Janeiro e Fevereiro.

Falando em valores, tanto quanto posso, este ano entrou nesta conta -62,84€ quando comparado a 2018
(que não sei se se lembram, no primeiro trimestre de 2018 estive pelos mil e poucos €, num geral de poupanças > que incluía esta poupança, dinheiro em casa e o mealheiro de moedas de 2€, ressalvo, tudo junto).

Esta diferença de -62,84€ refere-se apenas ao valor que entrou nesta conta, o resto é analisado seguidamente.

  • Mealheiro de moedas de 2€:
No primeiro trimestre de 2018 contabilizei 64,00€, em 2019 tenho 58,00€, uma diferença de - 6,00€.



É tudo menos, so-CO-rro!

 
  • Part-time(s)
Os meus part-time deste ano, renderam-me uma entrada de 254,00€, nestes primeiros 3 meses do ano. Uma média de 84,67€/mês, um pouco diferente de 2018 (por algumas razões que não vale a pena explorar muito).
 
  • Comparação de gastos
Comparando o 1º trimestre de 2018 ao de 2019, gastei

- Combustível: - 1,39 €
- Farmácia: - 4,29 €
- Telemóvel: - 20,01 €
- Cinema: - 3,00 €

 
  • Gastos não habituais  
É importante, para mim, escrevinhar isto AQUI porque, creio, que me vá doer a conta final destes gastos não habituais, que são, nada mais nada menos, que gastos que fui fazendo ao longo deste trimestre em artigos não essenciais, mas que comprei porque GOSTO!

- Livro + 2 pares de brincos numa página online: 6,35€
- Brincos: 4,90€ + 19,96€
- Flormar (maquilhagem): 22,63€ ; 16,32€

Portanto:  -70,16€.
Olho para 3 meses do ano e penso, ok! gastei 70,16€ comigo (apenas em coisas com as quais vivo bem sem) em 3 meses, um valor baixo quando comparado a 3 meses de salário, é verdade, mas não deixam de ser -70,16€ juntos/poupados/investidos.
Olhando para 2018 estes gastos não existiram, uma vez que cortei e me "proibi" de comprar tranquitanas pessoais durante um ano, tendo iniciado em agosto de 2017.

Importa ainda referir que:
- Arranjos exteriores de moradia: 400,00€.

  • Outros encargos
- Operadora de tv: 171,03 €
- Gás: 52,20 €
- Alimentação: Não consigo quantificar, porque uso o cartão refeição muitas vezes em supermercado, tanto para "coisas" pessoais, como familiares e para não colocar valores que não correspondem à verdade, prefiro não contabilizar.



Não considero que tenha começado mal, mas vou tentar melhorar.

Abril está a começar, bem como o 2º trimestre de 2019 😊😊

Finalizar #3

Resultado de imagem para mês março
 
01 de Abril.
 
É bom chegar aqui.
Março chegou, viveu-se e terminou, até o ciclo o trazer novamente aos nossos dias em 2020. (Já se aperceberam que escrevemos o próximo ano como sendo 2020? 20-20?pois é. Ainda ontem estávamos em 2000).
 
Obrigada Março, dentro das decisões que trouxeste, tiveste agregado novas condutas. Foste mais rígido que janeiro e fevereiro. Mas floriste, valeu-te isso :D
Até 2020.

Saúde

Ando à uns dias com um torcicolo, isto dói imenso, chega a dar dores de cabeça, ando cansada disto e de ter isto.