quarta-feira, 13 de junho de 2018

Da escrita.

Isto de escrever faz sucesso. Não fora de portas, mas dentro.
Sei que nunca fui precisa nos dados, no p.e., gastei x em supermercado, y em gasolina… sempre falei por alto, mas a verdade é que à nove meses quando comecei a escrever por aqui tinha x em poupanças (de5 anos de trabalho) e neste momento tenho x*2,33 (em 9 meses, mais que dupliquei o valor).

Claro que vale a pena escrever. Quanto mais não seja para registar para nós próprios as alterações.
Já publiquei muitas ideias de poupança, neste momento a que uso cinge-se ao seguinte:

1 - Pagar tudo quanto me é obrigatório com o ordenado (gasolina, verba fixa p/ ajuda de custos em casa, telemóvel, seg.+ manutenção auto) + farmácia (q não é todos os meses) + algum imprevisto mensal.
Tudo o que resta no fim segue para a poupança. E porquê tudo o que resta? Se eu transferir ao inicio do mês um valor e chegar ao final do mês com 49,98€ na conta, já não os consigo mover para a poupança, porque, a que tenho, só permite transferências pontuais no valor igual ou superior a 50,00€. 
Se posso esperar pelo mês seguinte e juntar esses 49,98€ ao valor de poupança habitual? sim posso, mas eu gosto de viver mês a mês. E a verdade é que desta forma já juntei mais que o definido, porque seguem sempre p.e. + 27,34€ ou mais 17,22€ ou mais 32,50€ que o valor que estimei. E a poupança com estes cêntimos e euros a mais, aumenta.

Comecei o ano a queres guardar 2.000€, o meu primeiro trimestre correu muito bem o que me fez querer aumentar (1º aumento) o valor que defini mensalmente para a poupança, e com este método de transferir o que me resta fiz, a mim própria, o meu segundo aumento.

Mas tenho uma regra, é que o valor que defini no 1º aumento tem mesmo de ser transferido (ao final do mês esse dinheiro tem de estar na conta disponível para seguir caminho para a poupança).

Aqui jogo muito com a minha segurança. Não me incomoda manter o dinheiro parado na conta. Não caio em tentação de o usar.


2 - Pagar cinema, café com amigas (2 dias / semana), saídas, por vezes a farmácia com o dinheiro de atividade extra , e já não sobra muito. 

Por algum lado havemos de começar :)
E eu, como boa patroa de mim mesma, lá fui esticando a corda e arranjei forma de me aumentar.

8 comentários:

  1. Acompanho este espaço à já algum tempo, por comentários que vi na pagina do Diário das minhas Finanças Pessoais, nunca comentei e já retirei algumas ideias para poupar, mas hoje dou-lhe os sinceros parabéns.
    Não importa se é muito, se é pouco. Em 9meses conseguir somar o dobro é mesmo muito bom. Parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pedro, muito obrigada pela visita :) e espero que tenha ajudado em alguma decisão
      Boa continuação :)

      Eliminar
  2. A meu ver nenhum método é errado. Cada pessoa sabe da sua carteira, prioridades e objetivos! ;)
    Se estás feliz com os progressos é o que mais importa!
    Beijinho
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ResponderEliminar
  3. O esforço dá sempre frutos :)
    Bjs, Marta

    ResponderEliminar
  4. Adiciono os meus parabéns aos anteriores. :)

    E, sim, escrever (e, possivelmente, partilhar com o resto do mundo) as despesas é bastante positivo -- eu próprio tenho notado isso no último mês e tal. Tem várias vantagens: organizamo-nos, vemos a evolução da nossa vida, puxamos por nós, e ainda podemos ocasionalmente receber ideias e sugestões úteis. :)

    ResponderEliminar
  5. Eu gostava de ter um part time para os extras... mas trabalhar 8 horas, depois mais 4h.. nem sei. Já pensei em ir limpar escadas, mas depois e o descanso? =/

    Beijocas

    ResponderEliminar

Valor extra de ordenado - Novamente

Tal como já sabem recebo praticamente, não é certo, todos os meses um extra no ordenado. Esse valor estava desde o inicio do ano destinado a...