quinta-feira, 7 de junho de 2018

Estou bem neste caminho

É factor indiscutível para mim. Poupança tem de acontecer todos os meses. Seja o valor mais insignificante que for. Mas não é realmente discutível, a poupança tem de acontecer!

Este mês já iniciou à 7 dias e nesse tempo gastei 60€ de ordenado. Tudo bem até aqui.
Decidi analisar, considerando o ordenado e o valor de poupança quanto me "sobra" para gastar por semana.

X (ordenado líquido) - Y (valor poupança [definido no inicio do ano, e entretanto aumentado]) = Z

Z= Valor monetário que posso gastar, retirando a poupança, ao longo do mês.

Z/4= Valor monetário que posso gastar por semana. = 113,76€/semana

Já não é novidade, que de volta e meia me lembro da semana zero gastos (em que não compro rigorosamente nada) então acho que se consegue perceber que conseguiria juntar ainda mais dinheiro à poupança (que, diga-se a verdade, o valor que neste momento estou a retirar a cada inicio de mês para esse fim, já é bem simpático).

Nestes 113,76€/semana, estão, claro, os meus gastos obrigatórios, casa, telemóvel, combustível, lazer… É tudo uma questão de equilíbrio, na semana em que pago os gastos da casa, não convém abastecer o carro, senão lá se vai o valor da semana. 

A verdade é que nunca tinha analisado valores à semana. E também é verdade que nunca tive o valor de poupança tão alto. Faz-me pensar que (apesar de ainda não estar no mercado de trabalho à muitos anos) já podia ter poupando muito mais que o que tenho.

Mas, não vale a pena chorar sobre o leite derramado.
Pode ser uma ajuda, colocar um preço na semana e vive-la dentro desse valor. Não dizem, e com verdade, que a cada dia nos são dadas 24horas de novo, então é colocar esse propósito noutras áreas. 

Sinto-me relaxada com as poupanças neste momento. Faço contas por fazer (como hoje em que decidi ver com quanto vivo/semana), leio artigos por ler… etc... etc... Tenho um valor fixo a transferir para conta poupança bancária, não é 50% do ordenado, mas é uma boa %. Tenho consciência que está bom assim. Vou melhorar. Sempre. Não recebo um super ordenado, mas chega.

A última crise atravessada em Portugal, em mim, ainda está muito marcada. Não me esqueço de tantas e tantas histórias relatadas na Tv, de famílias que contraiam créditos para pagar outros créditos, de famílias sem forma de sustento... Isso assustou-me. Assusta-me. E se por um lado sei que um dos meus piores defeitos é viver no passado, por outro ajuda-me a ser lúcida em determinados assuntos. 

Não sei qual é a ideia da minha e das mais jovens gerações. Tínhamos tudo ser um país independente. E andamos a lamber botas por necessidade de apoios externos. 

2 comentários:

  1. Adoro mesmo. És super poupada. Eu últimamente tenho tido imensos gastos, mas eu normalmente privo-me de certas coisas para poupar.
    Mas também já me deram na cabeça que, não quero ter filhos, não vou ter animais, ando a juntar dinheiro e acabo por não curtir a vida.
    Mas voltando ao post, não consigo gastar tanto por semana =) O ordenado acabava logo e não pagava as contas =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Cláudia :)
      Também sou como tu, já me privei de determinadas coisas para poupar, são escolhas :)
      O conceito de curtir a vida depende de pessoa para pessoa, esperamos todos é ser feliz :D

      Também não gasto este valor por semana, à mesmo semanas em que nem gasto nada, beijinho e boooooas férias ;)

      Eliminar

Mealheiro (pelas mãos da Cláudia)

Hoje trago-vos uma novidade, que para muitos já não o é porque conhecem a Cláudia do blog " Eu também tenho um blog ", ela tem jei...