segunda-feira, 5 de abril de 2021

Onde guardam os Portugueses o seu dinheiro?

A economia tem sofrido nos últimos meses como já não se via à uns bons anos, vá 4/5 anos pelo menos. Não só a nacional mas a mundial e todos sabemos bem os motivos.

No entanto e desde o ano passado, 2020, que se tem feito por poupar o que se consegue, aliás essa é uma preocupação que se tem notado nos portugueses, embora claro, não sejam valores exorbitantes, afinal de contas todos sabemos que há famílias inteiras sem qualquer rendimento, e exemplo disso são as pessoas mais ligadas ao turismo, restauração, pastelaria, etc...

Acho que assim que se viu parar o mundo inteiro nos deparamos com uma certeza, "a economia vai "afundar" novamente.". Não nos enganámos, mas no meu ver, e espero bem que assim seja, como é uma catástrofe mundial e não isolada de 2 ou 3 países da Europa, ou da Asia, por exemplo, a "ajuda" vai ser generalizada. Aliás tem de o ser. Embora possam haver culpados para esta "crise", nenhum país tem a culpa sozinho.

Quando li a noticia do Expresso sobre onde guardam os portugueses o seu dinheiro fiquei com a certeza que estamos conscientes qua a poupança é importante. Sejam 200€/mês, sejam 10€/mês. Atingimos valores superiores aos de 20 anos atras, como relata a noticia. E um dado curioso a que fazem menção é que uma das alternativas mais tidas em conta pelas famílias portuguesas é a poupança tradicional, portanto uma conta poupança das mais populares que todos os nossos bancos e caixas oferecem, mesmo que, a troco de nada, pois os juros são míseros, para não dizer nenhuns. É que receber 50cêntimos ao final de um ano por mil euros aplicados já é melhor que nada... Bom! Estou a ser irónica.

Podem ler aqui o artigo no jornal Expresso.

P.s. A minha conta poupança tem por exemplo uma taxa de juro bruta de 0,113%. Rir para não chorar.

14 comentários:

  1. Mesmo. O dinheiro está lá. Não rende, e nunca sabemos se, será nosso!
    -
    Renascem sonhos dos dias em liberdade
    -
    Uma excelente semana - desconfinada - mas, com muito cuidado.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí está outra questão, se é ou não seguro ainda que contas poupanças tradicionais, no entanto acho que só perderíamos o dinheiro em falência total da economia nacional, o que... não se prespectiva graças a Deus.

      Um beijinho Cidália :)

      Eliminar
  2. Dá vontade de arranjar um cofre/esconderijo em casa e meter lá o dinheiro....mas o nosso medo dos ladrões "oficiais" ainda é maior que o nosso medo dos bancos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade Marisa, o receio é mesmo esse, de assaltos, porque ter no banco ou em casa a vantagem de lucro é a mesma.

      Beijinho

      Eliminar
  3. Eu poupo, desde pequena.
    Só não arrisco em produtos com risco. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É importante ter essa consciência. Eu também não ponho o que poupo com tanta sacrífico em produtos de risco.

      Beijinho

      Eliminar
  4. É muito importante poupar.

    Eu poupo mensalmente. Nunca se sabe o futuro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, nunca se sabe e como se tem visto por cá e pelo mundo, a incerteza fará sempre parte da nossa vida. É uma constante.

      Beijinho

      Eliminar
  5. Juro que já começo a pensar é em tirar o dinheiro do banco. Pode parecer uma ideia disparatada, mas imagina:
    - Está lá e não se ganha nada por o ter lá;
    - Têm eles o dinheiro à disposição deles e mesmo assim pagamos fortunas para o ter lá;
    - Agora vai-se pagar para levantar dinheiro, o meu próprio dinheiro, tenho que pagar para o ter... Já ouvi falar em 12€ no caso de alguns bancos... Mas o que é isto afinal?

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo perfeitamente o que dizes, principalmente essa última para para ter o próprio dinheiro... é uma revolta realmente, não é fácil não... Também já pensei em retira-lo, mas facilita ter dinheiro em entidades bancárias para diversas coisas... p.e. para um empreéstimo futuro, etc, ter histórico no banco é bom... enfim, mas só por isso mesmo.

      Beijinho

      Eliminar
    2. Em relação a isso do empréstimo, tenho as minhas dúvidas.
      Nós pedimos empréstimo a um banco com o qual nunca tínhamos trabalhado e nem temos lá as poupanças. Nem histórico com esse banco.
      Já os bancos com os quais trabalhávamos desde sempre, foram os que mais entraves criaram.

      Beijocas

      Eliminar
    3. Aconteceu-me o mesmo Cláudia, era cliente há mais de 20 anos mas como nunca tinha pedido um empréstimo que não sabiam se eu era boa pagadora ou não (sempre tive lá dinheiro à ordem e a prazo????!!!!). Acabei por fazer o empréstimo num banco onde nem conta tinha.

      Eliminar
  6. Poupança ou investimentos? eu acho que o mais importante é mesmo ter o hábito de poupar. De precaver o futuro. Onde o guardar? Depende do feitio e forma de viver a vida de cada um.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria :)
      A notícia trata a poupança, que no entanto pode ser vista como um investimento, sem lucro, mas pode haver quem interprete como tal.

      Beijinho

      Eliminar

Mealheiro (pelas mãos da Cláudia)

Hoje trago-vos uma novidade, que para muitos já não o é porque conhecem a Cláudia do blog " Eu também tenho um blog ", ela tem jei...