quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Subsidio de alimentação (em Cartão Refeição)

O meu vencimento base (menos os descontos obrigatórios legalmente aplicados + subsidios de direito) é encaminhado para a minha conta pessoal bancária.

O meu subsidio de alimentação é enviado para um cartão multibanco - buffet. É sobre este cartão que vos venho escrever hoje um pouco.

É que até ontem, nunca liguei muito a este dinheiro, entra, é claro nos meus indicadores de ganhos e de gastos, mas nunca lhe atribui grande cuidado, ou melhor, nunca o tentei gerir eficazmente como faço com o dinheiro físico que entra na conta à ordem do banco. É dinheiro na mesma, só ainda não mereceu da minha parte um igual cuidado/gestão.

Os cartões refeição só podem ser usados em instituições que possuam CAE de industria alimentar, como exemplo, restaurantes, hiper e supermercados. Mas nem todos os cartões funcionam de igual modo, o do meu irmão por ex. não funciona na rede de supermercados docemel, o meu sim. O dele não funciona em algums Mc Donalds, o meu dá. O dele dá na rede de combustíveis Galp, o meu não. Então acaba por depender um pouco do tipo de cartão que se tem.

Eu nunca atribui grande cuidado a este dinheiro porquê? Porque não é palpável, e ai está o meu grande erro! até agora. Por não tocar o dinheiro fisicamente, acabo por o negligenciar.
Costumo acompanhar a minha mãe nas compras para a casa, por vezes lá diz "paga com o cartão que eu dou-te parte do dinheiro (porque há artigos que sou eu mesma que pago)". Fico logo feliz é claro, para mim deixa de ser dinheiro perdido e entra dinheiro físico. Outro erro, acha que aquele dinheiro é perdido.
Compro o gás (botija) num supermecado local, logo uso este cartão, menos uma saída física de dinheiro. Mais um erro, usar o cartão sem freio porque é dinheiro que "não doí, afinal tenho de o gastar".

Hello!
O dinheiro no cartão não azeda!
Não perde validade e pode o cartão ser usado até ter o último cêntimo (quer se faça já ou não parte dessa entidade patronal que adoptou este sistema de pagamento).

Não andava por ai a passar o cartão em supermercados só porque sim, mas admito que não controlava a saída deste dinheiro, ora acabo o mês com 30 euros, ou com 0€, mas para mim tanto fazia. Errado.

Ontem lá me propus a começar a olhar para este dinheiro de modo diferente, não o posso acumular para investir em certificados do tesouro, por exemplo, mas posso acumulado para o gastar daqui a 2,3 ou 5 anos se quiser. Volto a reforçar, não azeda.

Este mês ainda vou a tempo de salvar uns euritos, Dezembro será um mês de gastos maiores (mesmo que não se queira, É), então nem equaciono acumular valor, mas para 2020 quero tentar fixar um valor a acumular mensal e ver se consigo cumprir.

O subsidio de alimentação é diário, dias trabalhados são dias pagos, já dá para prever os valores mensais, então consegue-se ter já uma ideia do total que se pode acumular/mês/ano.

Vocês recebem junto com o ordenado ou também separado em vale refeição? Se em vale, como gerem esse valor? 

11 comentários:

  1. Bom dia,
    O teu cartão não sei, mas o meu tem validade para o saldo ser utilizado, se não estou em erro 6 meses.
    Esse eu não acumulo, mas no cartão continente costumo acumular todos os pequenos descontos que vão para o cartão, só gasto os que são obrigatórios gastar num determinado período, acumulo o ano inteiro e gasto em dezembro que por norma é um mês mais difícil.
    Desde que comecei a fazer assim o mês de dezembro é muito mais calmo em despesas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Teresa,
      Obrigada pela sua observação, no que refere ao limite de gasto do cartão. Pelas condições que assinei quando o recebi já sabia que o cartão só é dado como inactivo se estiver 6 meses sem operações (sejam carregamentos ou transacções), ainda assim confirmei hoje na minha instituição bancária, de facto pode ser usado quando quiser, desde que não esteja 6 meses sem operações.

      É sempre uma questão que quem possui estes vales de refeição deve ter em conta, obrigada pelo alerta. É que nem todos os cartões são iguais de facto.

      Quanto ao acumular no cartão continente, a minha mãe faz isso e também posso confirmar que ajuda muito em Dezembro.

      :) Obrigada

      Eliminar
    2. Olá, Deves ter razão acho que o meu também é assim, fiquei foi com os 6 meses na cabeça, mas é se estiver inativo esse tempo.
      O meu é Euroticket, e a razão porque recebo assim é que o valor que recebo de subsidio de refeição se o receber no ordenado é taxado e no cartão como tem valor de isenção mais alto o mesmo não é taxado, mas é opção do colaborador optar por uma ou por outra.
      Mesmo assim quem me dera que o que recebo desse para as compras de supermercado do mês inteiro, isto com 2 adultos e 2 adolescentes a conta de supermercado é um horror.

      Teresa

      Eliminar
  2. "Vocês recebem junto com o ordenado ou também separado em vale refeição?" junto em cash, da uns 900 bolsons e não incide IR
    enfim, bom pacas e com certeza faz uma baita diferença nas compras de supermercado

    abs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Scant,
      Sinceramente ainda estou em análise de como é melhor receber este valor, se em dinheiro se em vale. Até aqui seria em dinheiro, já que não prestei grande cuidado ao vale, mas vou mudar isso.

      :) Obrigada

      Eliminar
  3. Já recebi em cartão e agora recebo no ordenado.
    Quando vivia com os meus pais, recebia no ordenado. Depois já com casa, dava-me jeito em cartão, para gastar ali aquele nas compras para a casa e controlava assim os gastos.

    Agora voltei a receber no ordenado, controlo à mesma mas é mais complicado.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia,
      Também sempre recebi em dinheiro, só agora recebo em vale. E é como dizes, dá para controlar nos gastos da casa (alimentação), que acabava por ser o que eu fazia, mas sem muito controlo.

      :) Beijinho

      Eliminar
  4. Na empresa onde trabalho recebíamos junto com o ordenado. Depois, quando se começou a descontar também sobre o valor do subsídio de alimentação, acima de um determinado valor, passamos para o cartão refeição. Algumas pessoas até subiam de escalão se recebessem no ordenado. Eu poupo o valor dos descontos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Beh,
      Exacto, creio que muitas empresas optaram pelo cartão de refeição por isso mesmo, por se descontar sobre esse valor.
      É chato, mas é uma solução, para poupar a empresa e o trabalhador.

      :) Obrigada

      Eliminar
  5. Vês, por isso é que (ao contrário de ti) sou apologista de esquecer o dinheiro físico e fazer tudo por cartão -- quem usa notas tem a tendência para tratar o dinheiro não físico como se fosse menos "real", mas este é tão real como qualquer outro -- e ao acabarmos com o físico (excepto ter sempre uns 20-40€ na carteira, para emergências e/ou sítios que não aceitem cartão), passamos a tratar todo o dinheiro de forma igual: é dinheiro. :) O facto de se tornar mais fácil ver os gastos e fazer estatísticas dos mesmos é um bónus. :)

    Relativamente a cartões de refeição, eu também recebo o subsídio de alimentação no mesmo. O que normalmente faço, como tenho de comer fora todos os dias (não gosto de levar marmita, como já tinha mencionado no mmeu blog), é usar o cartão de refeição *somente* para almoços nos dias de trabalho. Depende dos meses, mas normalmente o saldo dá até poucos dias antes de receber, isto quando não dá para o mês inteiro. Quando estou de férias não o uso, pelo que nessas alturas acumula sempre alguma coisa, o que também ajuda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde OvelhaOstra,

      É bom tê-lo por aqui novamente :)

      Sabes, a questão aqui é que concordo plenamente com o teu primeiro parágrafo, e aliás já controlava o meu dinheiro "físico" pelo multibanco, para através da conta online ter tudo registado e controlado. E até deixei de levantar dinheiro e andar com ele na carteira.

      Mas no cartão de refeição, sei lá, nunca me ocorreu fazer o mesmo controle. Eu acho até um pouco por culpa de não ter lido as cláusulas de uso logo no inicio, ou de nunca me ter lembrado que podia usar o dinheiro "mais tarde"...

      Sempre a tempo de aprender e mudar :)

      Obrigada :))

      Eliminar

Mealheiro (pelas mãos da Cláudia)

Hoje trago-vos uma novidade, que para muitos já não o é porque conhecem a Cláudia do blog " Eu também tenho um blog ", ela tem jei...