quinta-feira, 21 de novembro de 2019

(ainda sobre o) Salário Mínimo Nacional

Ok, vamos a números!
(SMN= Salário mínimo nacional;)

É noticia com diploma promulgado o valor da retribuição mínima garantida para 2020, no valor de 635,00€. Nunca pensei que fosse tanto (ridículo 35€ de aumento, mas imagine-se, nem eu pensei que seria um aumento tão "grande"). 

Deste diploma retenho a seguinte frase (que se refere, aos aumentos progressivos nos últimos anos):
"que permitiu alcançar uma valorização real próxima dos 14 % do poder de compra dos trabalhadores abrangidos pela RMMG, foi assente no diálogo social tripartido"


Como? Mas quem faz estes estudos de percentagem analisa só o aumento progressivo do SMN ou analisa também os impostos e custos de determinados produtos (essenciais à vida humana) que todos os anos aumentam?

Fico doente com estas coisas.

No site da Pordata (base de dados Portugal contemporâneo), conseguimos fazer uma breve análise à evolução do SMN, então consigo verificar algumas coisas:

  • SMN 2020 = 635,00€
  • Em 2000, à 20 anos, o SMN era de 318,20€, duplicou, 20 anos depois!.
  • Em 2010, à 10 anos, o SMN era de 475,00€, ou seja, não chegou a aumentar em 10 anos metade do valor que tinha. Senão tínhamos de estar nos 475 + 475/2 = 712,5€
  • De 2000 a 2010, tivemos uma evolução de (475-318,20) 156,80€
  • De 2010 a 2020, tivemos uma evolução de (635-475) 160,00€
  • Em 2009, para mim o inicio da nossa última crise financeira (no engodo na crise geral e global), tínhamos um SMN de 450,00€. Atravessamos a crise até 2014, com um aumento de 10€, fixo em 2011 e que vigorou ate 2014.
  • Declarado o fim da crise e com a entrada em 2015 e tudo muito mais feliz, desde então o ordenado MN subiu de 505 para 635€, em 5 anos 130€! Isto depois de uma crise. Se formos ao anos de 2000 a 2010 por exemplo vemos que essa evolução não foi tão significativa em número. Porquê? Os entendidos que fazem os estudos percentuais que respondam (aliás, já há respostas na net, basta pesquisar).
É claro que cada um tem a sua opinião, é claro que o SMN devia até ser superior, é claro que muitos dos patrões até se encostam a este valor e dizem "não posso pagar mais por causa da crise" e legalmente podem fazê-lo, atendendo a que é o mínimo fixado... tudo muito válido, tudo muito correcto (pouco!)

Só espero que as previsões para 2020 não se cumpram, pelo menos na esfera global (porque cá - em portugal - já vimos que mal, mas nos vamos safando). Que não estoure nenhum desagrado, senão estes pouco 635€ vão ser difíceis de suportar para muitas pequenas e médias empresas. 

E as tabelas de IRS para 2020? Estou morta para que saiam!

(Ps. Nota, agora, a titulo pessoal, espero que com estas medidas o meu salário mexa também. Não devia de ser obrigatório?)

2 comentários:

  1. As contas estão mais que correctas mas também só não vê quem não quer.
    E sim, deveria de facto aumentar em proporção nos outros todos, com um tecto máximo vá...
    Quem já ganha 10000 não era necessário por exemplo.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 10.000, estás a ser amiga... Com 2.500 a 3.000 já se consegue viver dentro dos custos nacionais. Isto digo eu, que recebo bem menos e que lá em casa sempre houve governo com bem menos. Ás tantas se eu recebesse esses 10.000 habituava-me a gastar e quereria mais xD
      ai coitadinho do pobre :(

      Eliminar

Mealheiro (pelas mãos da Cláudia)

Hoje trago-vos uma novidade, que para muitos já não o é porque conhecem a Cláudia do blog " Eu também tenho um blog ", ela tem jei...