quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Rendimentos Liquidos mensais do povo Português

Deparei-me esta manhã (em todas percorro as letras gordas das principais noticias mesmo antes de me levantar), com uma análise interessante através de dados do Instituto Nacional de Estatísticas que refere que o valor liquido que o português leva mensalmente para casa é de, 887,00€.

Eu não levo para casa esse valor. Alguém anda a levar o meu resto 😜

Brincadeiras à parte:

"Na comparação internacional, Portugal sai a perder. Os dados do Eurostat sobre os ganhos líquidos indicam que em cada mês em Portugal os trabalhadores levam para casa 762 euros, contra 1.495 na média da Zona Euro."


Ok! Estamos a metade. Não vivemos num dos países da união em que o nível de vida seja o mais caro, não senhora, é um facto, mas eu com 762€ consigo viver, uma família de três pessoas não. Ou mesmo de duas. E sei que existem famílias que não recebem sequer este valor. É só olhar ao nosso salario mínimo:

- Prevê-se que aumente novamente, fixando-se desta vez nos 600€. Pelo menos é o que os nossos políticos da esquerda fazem acreditar, a ver vamos no inicio de 2019, ou finais de 2018, qual o assunto a discutir nesta ordem. 

Olhando para toda a informação, que consta na noticia, analisando e comparando valores entre o antes e pós troika fico aqui a pensar, como é que é possível andar tudo tão interessado nas redes de crédito novamente.
Irá isto correr bem?

5 comentários:

  1. Boa tarde
    também li essa notícia esta manhã, a diferença média mensal é de apenas 74€ em 7 anos. Trataram-se dos anos de crise, mas a economia já mexe à mais de um ano este valor é absurdo para o lado do ridículo de baixo que é.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pedro
      Muitos no sector privado recebem bem menos que estes 762€ e já nem reitero os 887€... Não vale a pena

      Obrigada

      Eliminar
  2. Em relação aos créditos, não, não vai correr bem.
    Espero que sim, mas tenho quase a certeza que não.

    Em relação aos ordenados, nem comento. É que eu também não trago isso para casa. É verdade, somos dois. Mas em conversa com uma colega do trabalho, nem fazemos vida para a idade que temos. Parecemos mais velhos, porque não tenho dinheiro para nada e andamos a vida inteira a fazer contas.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como te compreendo nessa parte do "nem fazemos vida para a idade que temos", é realmente difícil gerir eficazmente o dinheiro.
      Porque ou tentas andar +/- estável, poupando e adquirindo o essencial sem dividas, mas não fazes tudo quanto gostas
      Ou vives no limite, a estourar tudo, na diversão, mas ao dia 20 já queres que seja 31...
      ui, isto é de loucos :P

      beijinho

      Eliminar

Valor extra de ordenado - Novamente

Tal como já sabem recebo praticamente, não é certo, todos os meses um extra no ordenado. Esse valor estava desde o inicio do ano destinado a...