sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Tudo para o inf**no, era pouco!

Num dia escrevo sobre resiliência e noutro venho aqui mandar um valente f***** PARA ISTO! Se é do tempo, se é da idade, se é da lua cheia, se é da falta de horas de sono, se é feitio, se é raiva, EU SEI LÁ!

Tenho dermatite (equizemas), na pele das mãos, na cara, e no couro cabeludo...

  • Nas mãos, é desidrótico, controlo através de pomada (e costuma surgir mais no verão, este ano não me apanhou, ainda!), 
  • Na cara tento não me tocar muito, porque é de contacto (e acho que devo ser alérgica às minhas próprias mãos - ou a algo que elas transportem -, basta coçar a pele da cara ou do pescoço e fico logo irritada, com borbulhas e que mais... já cheguei a pensar ser alérgica ao próprio suor, como sabemos as mãos suam e ao me tocar transporto essa substancia, já corri tantos médicos que agora só tento trazer aos mãos e roupas longe do pescoço e cara).
  • No couro cabeludo idem idem, e não sei bem que idem, porque acho que se pode dever a duas coisas, foro nervoso e de contacto também. Afecta, normalmente, as zonas em redor da face, portanto nas extremidades de cabelo, junto às orelhas, junto à testa, junto à nuca, p.e. Uso shampoo farmacêutico especificado, quando estou em crise.
Só há um senão, que vale por 3 ou 4!!!! (é, tanta exclamação roça a loucura, eu sei. É onde estou.) Quando me enervo ou algo me incomoda, a minha tendência é começar a coçar-me, pescoço, cabelo, zona do maxilar desde o queixo à orelha. Sendo que começo logo a gerar borbulhas e vermelhidão, e contra isso, só mesmo estar quieta.

Coisa que não consigo desde ontem à tarde. Eu sou muito sensível aos sons, meio assobio é o bastante para me quebrar o raciocínio, e isso nada tem haver com o meu grau de interesse no que estou a fazer, está mesmo relacionado com o foro nervoso. Fico logo inquieta e irritada, por muito que respire e conte até 10. Mas um factor que influencia, também, é o número de repetições do som.

Se passa um avião a 50 metros de altitude eu sou capaz de perder a concentração mas não me irrito, porque passou passou. Siga.
Uma bozina, igual. Uma conversa de circunstancia, igual. Um telefonema, igual. etc's.

Se passam HORAS a fazer o mesmo som, não há quem me salve. Tenho, já, feridas nas orelhas junto às extremidades do cabelo, na pele da cara tenho tentado não tocar, mas já noto mínimos volumes por baixo da camada de pele. Vou fazer oquê? beber chá de camomila?

A questão, e por isso é que comecei por dizer que não sei se é do tempo, da lua cheia, se do raio que parta, é que eu ouço estes sons TODOS os dias. E desde ontem que me está a ser insuportável suportar isto. É demais 😓

Ainda bem que estamos a chegar ao fim de semana, pode ser que esta sensibilidade passe e consiga repor calma à pele. 

Se alguém sofrer deste tipo de dermatite e quiser saber o que uso, questionem, acreditem, já usei de tudo, mas o que uso de momento é tiro e queda.

Hoje é sexta 13!
Adoro os dias 13. As sextas ainda mais. Não por ser final de semana, mas por ser sexta. Eu sou desse dia. Boa sexta, sem suposições e bom fim de semana 😉

4 comentários:

  1. Também costumo coçar a cara, cabeça quando estou irritada e depois fico cheia de borbulhas e escamas.Normalmente se tomar um anti histaminico no dia seguinte já estou bem. Quais os cremes que são tiro e queda, podes dizer?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marisa, sim posso, claro :)
      Vou recolher os nomes dos produtos e depois informo-a.

      E sim, comigo também é assim, ficar com borbulhas e escamas.

      beijinho

      Eliminar
  2. Não sei o que é isso, mas pelo que descreves, é horrível =(

    Não sei mesmo como te ajudar.
    Não sei se é no trabalho, mas não podes usar fones para te abstraíres desse som que te incomoda?

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo. Horrível e desconfortável.

      Não posso usar fones, mas era uma excelente ideia xD
      Beijinho

      Eliminar

Valor extra de ordenado - Novamente

Tal como já sabem recebo praticamente, não é certo, todos os meses um extra no ordenado. Esse valor estava desde o inicio do ano destinado a...