quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Ontem

Ontem

Era meio da tarde, numa conversa de circunstância com um dos elementos da administração da empresa onde trabalho surgiu a frase "nós acabamos por fazer o que vemos e aprendemos em casa". 

Estávamos a falar das eleições, e de algumas situações no concelho, que não sendo de morte, boas também não o são. Estendemos-nos a falar do tempo de Salazar, António de Oliveira de Salazar. (Não o conheci, não posso falar por experiência própria, nem pela dos meus pais, mas quem me dera o meu avô, António Antunes, em vida neste momento, para me falar de alguns tempos vividos.) E continuámos por outros assuntos relacionados, ou nem tanto, à politica. Falámos também sobre a economia da altura (e em como esta zona, ainda hoje pobre, à época era miserável). Estão a ver a minha cara de contente não estão? Se para mim já é SEMPRE de bom grado que ouço atentamente quem do passado me fala, mais apta à conversa fiquei quando se começou a falar da economia.

"nós acabamos por fazer o que vemos e aprendemos em casa"

Há duas formas de pensar nisto. E foi nelas que me centrei ao longo da condução até a casa.

- SIM, nós acabamos mesmo por agir através dos exemplos que nos são dados.
- NÃO, podemos, depois de conscientes da vida que temos (leia-se idade responsável) decidir se queremos ser iguais, melhores ou piores. 

Em qual das opções se preferem encaixar?

4 comentários:

  1. Melhores, claro está!
    Não segui o exemplo que tive em casa dos meus pais, e tenho-me dado em ao longo destes 24 anos de casada. Se a minha opção é boa ou má depende do ponto de vista de cada um. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lucília,
      É sempre bom ler opiniões de outras vivências, eu algumas coisas sou melhor noutras ainda me estou a ajustar. :)

      Obrigada :D

      Eliminar
  2. Peço conselhos à mãe, sempre, mas sigo o que quero, claro =)

    Mas em política, nem o papa.

    Ainda vou falar disso no blog.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí está também um belo ponto de questão, pedir conselhos à mãe…

      Eu assim que peço concelhos, e ela dá, se não for a favor ao que quero já me deixo abalar ali um pouco pela opinião e muitas vezes ando no "faço, não faço"... e acabo por não fazer :/

      beijinho

      Eliminar

Saúde

Ando à uns dias com um torcicolo, isto dói imenso, chega a dar dores de cabeça, ando cansada disto e de ter isto.