terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Entretinimento_02

Novembro foi calmo, cada vez mais me dedico a lazer ao final do dia, seja à leitura, seja a cinema, seja a informação vária (economia, politica, alimentação), para me livrar dos pesos do dia-a-dia.
Cinema em casa:
- "Encontro marcado 2:22", para quem gosta de números, sequências este é o filme. Aliaram a capacidade humana em subentender além do que está à frente dos olhos à matemática, e isso foi bom, embora só debatido no inicio do filme.
(Vi mais alguns mas não registei);


Cinema no Cinema
- Hunter Killer, bom argumento e excelente execução!!! Os valores são sem dúvida o que nos move.

Os crimes de Grindelwald, fantasioso, mas muito bem explorado.


Séries:
- Terminei de ver as sequências disponíveis da série Shadowhunters. Sinceramente? Não apreciei a forma como a primeira sequência da temporada 3 terminou. Ficou tanto por descobrir, mas claro, só assim o telespectador quererá acompanhar a segunda sequência. Em Fevereiro de 2019 a série retorna.
- Iniciei a Série Under The Dome, já tinha falado sobre esta série aqui. À uns anos atras comecei a vê-la e acho que já entendi porque não a acompanhei até ao fim. Nunca pensei comparar uma série como Under The Dome a Shadowhunters, mas a verdade é que a segunda é muito melhor, apesar de feita com elementos que não me dizem muito (guerras entre vampiros e afins). A verdade é que as histórias subentendidas de Shadowhunters são fortes, transmitem os laços, a união das pessoas, o companheirismo e o sacrifico, entre outros. Em Under The Dome o subentendido é o odio, as rasteiras, a má fé. E não gosto. Tenho estado a acompanhar na mesma pelo simples facto de ter a ciência por trás dos acontecimentos, a ciência aliada ao poder do homem, mas ainda assim a ciência. A série trata uma cidade que de um dia para o outro fica presa sob uma cúpula transparente impenetrável. O mistério instala-se, o que é? como aconteceu? e o porquê de ser ali. Todos se tentam ajudar, até, claro, começarem a faltar recursos (alimentação, água…).

Leitura:
- "Lembras-te de mim?" de Judith Mcnaught, ainda não o terminei, mas a história parece boa. O passado é o passado, mas nunca sabemos até que ponto não poderá intersetar o nosso presente e ficar por cá.

1 comentário:

  1. Eu ando com a leituras pelas horas da morte... Chego à cama e quero é dormir =/
    Quando o marido está em casa, lá se vê uma série ou filme...

    Beijocas

    ResponderEliminar

Valor extra de ordenado - Novamente

Tal como já sabem recebo praticamente, não é certo, todos os meses um extra no ordenado. Esse valor estava desde o inicio do ano destinado a...