terça-feira, 10 de maio de 2022

Como descobri que estava grávida (e como me senti)

Eu descobri a minha gravidez antes de completar o primeiro mês, e não foi pelo típico atraso menstrual,
comecei a sentir muito sono, aliás eu nem notei que houve uma "altura" em que ficava com sono, eu simplesmente deitava e dormia de imediato, acordava horas depois sem saber já o quanto tinha dormido.

Numa quarta-feira à noite, ao deitar coloquei-me de bruços a minha posição preferida de dormir, senti um desconforto abdominal, mesmo junto à zona inferior e pensei de imediato: "não vou dormir assim hoje, amanhã pelo sim pelo não faço um teste de gravidez".

E fiz.
E deu positivo 2 minutos depois.

Pensei "Estou grávida!", aquele pensamento interno, não pronunciei as palavras, estava sozinha, nem tinha dito ao meu companheiro do que me ocorrerá no dia anterior quando me deitei e senti aquela dor.

Depois sentei-me na sanita e falei com o meu pai, pouca gente aqui sabe, ele já faleceu. O sonho dele era ter seis filhos, teve cinco. Disse-lhe, "Pai, tiveste os teus cinco filhos e aqui vem o teu sexto neto, o teu número seis", o resto fica entre mim e ele.

Descobrir que estava gravida foi a sensação mais bonita e incrível que senti na minha vida.

Eu senti a implantação embrionária, aliás foi essa dor e esse desconforto que notei naquela noite e se manteve como uma moinha leve por alguns dias... É verdade eu descobri ali, na 4º semana (2.ª semana após a fecundação). E o meu bebé estava a "agarra-se" ao meu corpo, essa dor era mesmo esse sinal, estava ali e estava a acontecer.

Li muito sobre isso e como é uma fase delicada no sucesso da evolução do feto. Tudo correu bem. E cá estou eu, pronta, para continuar esta história. 

💓

P.s. Terei aqui na barra lateral direita do blog >>> um espaço dedicado à minha gravidez, é pessoal, não interessa a todos é verdade, mas estou na fase mais bonita da minha vida, quero partilhá-la, e assim fica toda a minha história por etapas, para fácil consulta.

3 comentários:

  1. Muitos parabéns pela gravidez. Que custe tanto a tê-lo/a como a fazê-lo/a, rsrssrsr
    .
    Saudações cordiais … boa semana.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  2. Que engraçado, nunca tive ouvido tal coisa. E Às vezes sentem-se "coisas" e nem ligamos e olha, "já foste" :P
    Que corra tudo bem. Eu gosto de ler estas coisinhas, apesar de não querer ter filhos.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Que bom... São sensações boas. Continua são de bons momentos
    -
    Soltam-se os versos nas asas do destino

    Beijos, e uma excelente tarde!

    ResponderEliminar

Sentir

 O modo de sentir. Todos, e cada um temos o nosso.