quarta-feira, 23 de maio de 2018

Para Hoje - Roupeiro 1ª Intervenção

Hoje após terminar o horário de trabalho tenho um compromisso que me fará regressar a casa +/- por hora de jantar.
Estarei em família e depois quero ver se abro o meu roupeiro e dou uma mini volta na prateleira de cima.
Eu não compro roupa e calçado desde Agosto passado. Pretendo continuar assim até pelo menos Agosto deste ano (ou mais). Fui adquirindo muita roupa nos anos de estudante universitária e no primeiro tempo de trabalho, daí ter chegado a um limite a que me impus. Um ano sem compras. 
A minha figura física não sofreu grandes alterações, o que torna possível que roupa com 6 e mais anos, nas minhas mãos, me sirva.
 
Já li alguns blogues sobre "armários capsula"- possuir x número de peças para uma estação, sobre "limpezas" de roupeiro - se passamos uma estação sem vestir x peça é porque não necessitamos dela. etc., etc.
 
Tenho um roupeiro de 3 portas, uma é independente das outras duas. E por norma, nessa porta independente é onde coloco a roupa da estação a decorrer.
Tenho uma comoda de 4 gavetas.
Tudo completamente cheio.
 
Quem fala em roupa e calçado, fala em malas, e bijuteria. Tenho muita coisa e um mal maior, não consigo desfazer-me das coisas, porque lhes atribuo uma carga emocional.
 
Hoje quero começar pela prateleira superior do roupeiro (zona de 2 portas) e ver o que por lá anda. Aliás eu sei o que lá está. Casacos dobrados do tempo de estudante (só porque sim, porque quero guardar -  porque me trazem recordações), cascóis e uma caixa com bijuteria de à séculos. Quero começar por ai. Hoje.
 
O objetivo será conhecer todas as peças de vestuário, coordenar e começar a preparar atempadamente o que vestir por ocasião. Não passa por conhecer o que tenho para saber o que me faz falta para um coordenado perfeito, jamais, nem pensar! Compras zero, por favor! Sei que tenho opções sem fim no roupeiro.
 
Preciso de me desfazer de algumas peças, não uso, fazem peso, não me são úteis e ocupam espaço. Não é fácil, sei que não é. Sou emocional. Já o tentei fazer (livrar-me de certas peças), mas o que acontece sempre é que fico com a roupa na mão a relembrar momentos importantes com ela. Mas dizem por aí que arrumar a casa é arrumar-mo-nos a nós mesmos, não é? E a esta hora sei que preciso de começar por algum lado, pelo mais fácil, daí a opção "prateleira de topo do roupeiro", veremos quando esta hora terminar e chegar a de logo, a hora da verdade. Se a vontade continua. 😛😛

7 comentários:

  1. Acho que te compreendo: não sinto isto com roupas, mas sou terrível em coisas relacionadas com entretenimento, lembro-me sempre do prazer que as coisas já me deram, e por isso a arrecadação vai-se enchendo... Não tanto ultimamente, já que não só quase não gasto nada nesse campo como quase tudo o que compro é digital, mas ainda tem lá mais de duas décadas de coisas.

    Um dia ainda vou tentar ver o que é que dá para vender -- talvez a apelar à nostalgia, não sei ("Não é tralha, são antiguidades!" :) ).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem um "q" de chato quando se atribui valor emocional às coisas :(
      Boa, a venda pode passar por ser uma boa alternativa para ti.

      Eliminar
  2. Problema de mulheres :)
    Boa sorte
    Bjs, Marta

    ResponderEliminar
  3. Sonho com o dia que essa será a minha opção!
    Actualmente é mais o contrário. O problema é que no meu caso sai mais roupa do que entra.
    Tenho de fazer a limpeza de fim de estação e preparar a primavera/verão (agora que parece que finalmente chegou!), mas sinceramente até estou com medo tal é a razia que vai levar :-(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É engraçado ler "(agora que parece que finalmente chegou!)" e chove a potes aqui :)
      Mas tens razão, é preciso preparar a roupa de estação :) Espero que tenhas surpresas boas e consigas ter o que precisas

      Eliminar
  4. O mais difícil é mesmo começar!
    No entanto, o simples facto de estares há tanto tempo sem comprar nada só por si já merece um louvor! :)
    Eu também passo imenso tempo sem comprar roupa, calçado e acessórios. No entanto, este ano estou a trabalhar para melhorar a minha imagem e já fiz algumas aquisições, mas não tantas como antecipei, confesso, o que acaba por ser positivo visto que apenas comprei peças que realmente necessito e que tenho a certeza que valem o investimento! ;)
    Se precisares de ajuda, apita! ;)
    Beijinho
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ResponderEliminar

Da vida (atualização)

Bom, por onde começar? Isto hoje é capaz de ficar tudo baralhado, já não vos escrevo à muito tempo (2meses praticamente) e vou dar-vos as úl...