sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Fica sempre tudo bem

Ficou tudo bem.

Sempre fica, chega aquela hora em que a dor fica quietinha. Sabem, como quando nos habituamos a viver com algo que dói e só estranhamos se já não doer? É isso.

Teve dias em que quase me fez acreditar que o oxigénio não ia chegar a tempo à minha circulação nas veias, que vá-se entender, pareciam querer explodir. Pelo menos algumas delas. Nenhuma se quebrou, nunca quebram, eu é que tenho a mania de achar que sim. 

Percebi que não posso fazer nada, a não ser aceitar e mudar a forma como vejo os acontecimentos. De todas as vezes que paro para pensar choro. Mas arranjei uma solução. Sabem quando passamos na vida por uma dor mesmo, mesmo, mesmo grande? Bom, essa dor nunca desaparece pois não? Esse trauma, essa perda, essa lembrança... A minha solução é essa. Hoje quando me acontece alguma coisa "má" eu vou ao meu baú e vou buscar essa "dor grande", assim tudo parece pequeno.

Mas calma, só descobri isso esta semana, no inicio dela. E quando para esquecer uma dor "mais pequena" recente, fui buscar a "dor grande", parece que o mundo tinha ficado pequenino. Acho que é por isso que a dor pequena ficou tão quietinha. Parece nem doer. Parece que aceitei.

Hoje estou calma com isso, amanhã não sei o que virá. As vidas mudam, até de minuto para minuto, que direi eu de um dia para o outro. Acho que devia ter entendido isso mais cedo. Ou talvez este fosse o processo. Pelo menos gosto de pensar que sim, assim sendo e assim acreditando, não perco tudo.

🌸

2 comentários:

  1. Acho que o segredo da vida, por muito egoísta que pareça, é mesmo que ninguém é de ninguém. E entender isto?
    Sabes quem me está sempre a dizer isto? A rapariga do Reiki. Mas lá está, aceitar isto custa. Mas acho que é mesmo o segredo para, pelo menos, não se sofrer tanto.
    Mas viver desapegados, também não me parece solução.

    Beijocas e força

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "ninguém é de ninguém", tal e qual, custa mas vamos aprendendo a gerir. O grande problema, acho eu, somos mesmo "nós" que achamos que por não "fazermos" os outros não fazem.
      Grande mentira...
      beijinho e obrigada ;)

      Eliminar

Concluir Maio, resumo do mês

Conforme publicação anterior, tinha em poupança 2.500,00€. Com o inicio de Junho já entrou o novo ordenado em conta e assim pude ver quanto ...